Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Des i - depois, em seguida

Uma perspetiva a dois: cultura, mundo, opinião.

Des i - depois, em seguida

Uma perspetiva a dois: cultura, mundo, opinião.

08.Nov.17

Ana Beatriz Cruz

Beatriz é mãe, entusiasta pela escrita. Apaixonada por poesia,  contos infantis e crónicas. Não há um dia que não escreva nem que seja um qualquer recado. Escreve frequentemente no P3.

É formada em jornalismo e comunicação. Mestre em Jornalismo, Comunicação e Cultura. 

Autora do livro "Os meus poemas não rimam" (Chiado Editora).

"Se o tempo parasse,
eu pedia-lhe que parasse agora.
Agora que tenho tudo,
agora que és tudo, 
que somos tudo.”



thumbnail_DSC_0280.jpg


Rimar VS Não Rimar? 

 Não rimar. Deixar fluir o pensamento e sobretudo os sentimentos. E como a vida não rima, prefiro também não rimar.

 

"Tenho tudo" VS "És tudo"?
 Tenho tudo, tenho a família que sempre desejei, com dois amores que me completam e que "são tudo", aliás "somos tudo".

 

Poesias VS Crónicas?
 Poesias. Gosto muito de crónicas, de ler e de escrever, mas a poesia move-me, comove-me e dá-me arrepios. Por isso, opto pela poesia.

 

Escrever VS Ler?
 Escrever, nem que seja um recado. Se bem que devia dispensar mais tempo à leitura.

Histórias VS estórias?
 Talvez, histórias, já que o termo estórias nem sempre é bem aceite. Independentemente do termo, prefiro a ficcional.  

 

Desconcordâncias VS Chuva?
 Chuva. Neste momento identifico-me mais com o capítulo "Chuva" no meu livro "Os Meus Poemas Não Rimam". Contudo, nos dias sombrios escolhia o capítulo "Desconcordâncias". Não me referindo ao livro, gosto de ouvir a chuva e de me inspirar com ela, quando ao resto prefiro chegar à um consenso em vez de não concordar.

thumbnail_DSCN8124.jpg

Fuga VS Realidade?
 Fuga. Se pensarmos profundamente na realidade, mais vale fugir. Infelizmente, vivemos num mundo injusto e em luta, e muitas vezes é melhor nem pensar nisso e tentar aproveitar os momentos bons.

Razão VS Coração?
 Coração, sempre! O meu coração é que manda. Sou muito emotiva. Às vezes, gostava de ser mais racional, mas é difícil não ser coração mole.

Família VS Amigos?
 Família. Desde que sou mãe valorizo mais a família, principalmente agora que tenho a minha pequena familia. Contudo, não vivia sem os meus amigos, que são poucos, mas chegam.

Filha VS Mãe?
 Mãe. Sempre, Mãe. A minha que é a maior e eu que Amo ser mãe. Ser mãe completa-me. O meu filho é o meu mundo desde que engravidei, e Amo-o mais a cada milésima de segundo.

Passado VS Futuro?
 Futuro. O passado pouco interessa. Prefiro o presente, porém gosto de projectar o futuro, e já tenho muitas ideias.

 

Papel VS Digital?
 Papel. Nos livros, papel. No entanto, vivemos na era digital, e reconheço a facilidade que o digital nos trouxe e a sua potencialidade.

 

Sonhos VS Pessoas?
 Pessoas. Quer dizer, eu adoro sonhar. Acho que o sonho é que move o Homem, mas as minhas pessoas são as minhas pessoas e não as troco por nada.

 

Raízes VS Liberdade?
Liberdade. Nem sei bem como justificar, porque sou pela liberdade, mas acho que é uma utopia.

 

"Mil linhas" VS Folha em branco?
 Folha em branco. Uma folha em branco é uma oportunidade, uma vida, um recomeço.

 

"Às vezes" VS Nunca?
 Às vezes nunca e às vezes "às vezes". Nunca devemos ter algo como garantido.

Medo VS Conquista?
 Conquista. E medo da conquista. Eu tento sempre ou quase sempre, mesmo que as pernas tremam. O não está sempre garantido, por isso devemos tentar, com medos, mas com garra.

thumbnail_DSCN2540.jpg

 

Aplausos VS Silêncio?
 Silêncio. O silêncio vale mais do que muitas palavras. E prefiro um olhar de carinho ou de reconhecimento do que aplausos.

 

Hoje VS Amor?
 Amor. Sou amor. Sempre amor. Mesmo quando o sol não brilha. O amor move montanhas e é por amor que respiro, que corro e que vivo.

 

Rir VS Chorar?
 Rir. Chorar a rir. E rir a chorar. Rir é uma constante, todos os dias. Chorar é nos dias maus, nos momentos maus, a ver filmes e séries, a ler e a escrever. Por acaso, sou chorona, mas prefiro uma boa gargalhada.

Obrigado, Beatriz.