Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Des i - depois, em seguida

CULTURA | MUNDO | ENTREVISTAS | OPINIÃO

Des i - depois, em seguida

CULTURA | MUNDO | ENTREVISTAS | OPINIÃO

Patrícia Dias

As a constant searcher, I follow paths without knowing where they might lead me. Art is one of them!

Patrícia Dias 

 

 

Podia imaginar um cenário perfeito para conversar com a Patrícia. In Your Own Sweet Way de Dave Brubeck seria a escolha musical e a natureza - a eterna confidente - como fundo. O tempo seria tão pouco para saber de tudo. Ainda há tanto. 

 

Patrícia tem o coração dividido em duas partes: a música e a doce menina dos afectos, do sorriso. Podia viver na Casa da Música ou nos jardins da Gulbenkian, todos gostariam dela... como eu gosto. Pela sensação de leveza, divertida, de amizade.

 

É vocalista em dois projectos, Projeto Jazz (Jazz, Blues e Bossa Nova) Driving Miss Days (covers com cunho pessoal). 

 

"Rusted brandy in a diamond glass
Everything is made from dreams
Time is made from honey slow and sweet
Only the fools know what it means"

 

Temptation, Diana Krall 
1466206_590627990985432_1890951843_n.jpg

  ©Arquivo Pessoal

 

Amor VS Música?
Amor, porque permeia tudo o que é bom, incluindo a música! E de preferência, amor com uma boa banda sonora.


Medo VS Tempo?
Tempo. O medo é uma forma de perder tempo e o tempo é demasiado precioso para ser vivido com medo. Para além de que tempo, quero sempre mais. Medos, já tenho que chegue!


Elogios VS Palmas?
Palmas. Por muito bom que seja receber elogios, seria estranho não ter palmas durante um espectáculo, porque são uma fonte de energia e também uma forma de elogio.


Perfeito VS Imperfeito?
Perfeito. Pelo menos, segundo os meus parâmetros. Mesmo não sabendo definir ou até identificar o que isso seja, busco sempre o melhor, o mais harmonioso, o mais mágico, o mais… que for possível.


Dia seguinte VS Ontem?
(Não há a opção “Hoje”?) O dia seguinte. Pelo menos esse será sempre uma surpresa (boa ou má) e traz infinitas possibilidades.


Experiência VS Stress?
Experiência, mesmo que possa incluir stress. Só o stress não me move, antes pelo contrário – paralisa-me. Já a ideia de acumular experiências novas, que se vão integrando umas nas outras, é quase um objectivo de vida.


Quotidiano VS Subjectivo?
Quotidiano. Gosto dos pequenos nadas do dia a dia, daquela estrutura que me dá margem para lhe fugir aqui e ali.

 

31102439_1641719759209578_2542830139146764288_n.jp

   ©Arquivo Pessoal

 


Nós VS Outros?
Nós. Gosto de pensar numa perspectiva de inclusão e cooperação e não em grupos rivais. Além de que se escolher os Outros, eu fico de fora da festa e assim não tem graça nenhuma.


Palco VS Carro?
Essa é difícil… Mas escolho o Carro (que não tenho). Em palco também se viaja, mas não dispenso uma boa road trip.


Saudade VS 5 Sentidos?
5 sentidos. A saudade é um sentimento bonito e romântico (e que dói), mas vive somente dentro de nós, por isso acaba sendo algo só nosso, alimentado por nós, que já não interage com o mundo “real”, exterior a nós. Portanto, prefiro demorar-me no presente e percepcionar a vida através dos 5 sentidos.


Insensatez VS Recompensas?
Recompensas. Agora que sou crescida, sou uma menina certinha, não sou muito dada à insensatez. Prefiro uma recompensa quando faço um truque impressionante ou, no mínimo, competente.


Episódios VS Tabuleiro?
Tabuleiro! Episódios estão sempre à mão, para quando não há nada melhor para fazer e sempre se tem de queimar algum tempo. Já um grupo de bons amigos que se queiram sentar em torno de um tabuleiro… não é de desperdiçar.


Wagner VS Beethoven?
Eu sou Balança, tenho muita dificuldade em fazer escolhas… (Uma desculpa clássica para fugir a uma escolha).

22687687_1464128853635337_7435856063608264682_n.jp

   ©Nádia Neto


Raízes VS Liberdade?
Raízes. Passei muito tempo a desejar a liberdade e a desvalorizar as raízes. Até que percebi que se calhar tinha percebido tudo mal e que se pode ser livre mesmo estando bem enraizado.


Manhã VS Noite?
Há uns anos, nunca imaginaria que iria responder “Manhã”! Mas a verdade é que de há uns anos para cá fui começando a gostar mais e mais da energia fresca, intacta do início do dia, ainda cheia de ânimo, e a calma, os sons, os cheiros, a luz, à laia de preparação para o arranque de mais uma jornada, quase como uma segunda oportunidade. Especialmente, se for em silêncio, ao meu ritmo.


Tolerância VS Preconceito?
Tolerância, sempre! Já que também a agradeço quando dirigida a mim.


Felicidade VS Fanfarronice?
Felicidade VS Tudo o resto. Afinal, é para isso que andamos cá. Claro que há certas pessoas que apregoam a sua felicidade e não passa de fanfarronice… mas isso é outra questão.


Coração VS Cérebro?
Uma colaboração entre os dois é o ideal, pois que não substituem um ao outro. Mas em caso de litígio, o coração é capaz de ter palpites mais certeiros. O cérebro às vezes tem a mania que é o chefe disto tudo, e às vezes embrulha-nos em espirais diabólicas, muito perigosas.


Partilhar Vs Acreditar?
Acreditar. Gosto muito de partilhar, até da palavra em si. E acredito no poder da partilha! Mas em geral, acho que é preciso acreditar em alguma coisa. Sempre.


Perdão VS Adeus?
Perdão. Mesmo que se diga adeus.

 

Obrigado, Patrícia.