Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Des i - depois, em seguida

Uma perspetiva a dois: cultura, mundo, opinião.

Des i - depois, em seguida

Uma perspetiva a dois: cultura, mundo, opinião.

Sara Neves

Staying is even more impossible than leaving.
                                                      Hiroshima mon amour

A Sara é directora-geral da Nude Magazine Portugal ( Revista Online de Moda, Maquilhagem e Lifestyle).  "Odeia mentiras e injustiças." "A criatividade sempre esteve nela e através da escrita sempre soltou sentimentos, magia e sonhos." 

 

Falámos com a mãe da Sara no Dia da Mãe e pedimos-lhe que falasse da filha. 

-Eu acredito que uma mãe quando escolhe um nome a uma filha, não é por acaso.

Sara, significa ‘Princesa‘ e ‘dama‘, dizem que indica um caráter elevado, ligado às boas ações e a um comportamento exemplar que será amplamente reconhecido por meio da grande capacidade de se sobressair com méritos próprios.

Posso dizer que foi escolhido tangentemente ao acaso, um gostar sem ter o saber da razão.

Mas a menina que nasceu de mim é tudo isso, e não digo que é minha pois acredito que os filhos não são nossos…

Capricorniana de nascimento e daí as qualidades ressaltarem… inteligente, séria, trabalhadora, segura, independente e prática… gosta de andar bem vestida e cuidada… e a prova foi sempre dizer que queria ser estilista.

Odeia mentiras e injustiças. Sempre estará ao lado da família e dos amigos em momentos bons ou ruins. Cautelosa, é persistente e empenhada. Na profissão escolhe um caminho com rumo certo para chegar ao crescimento profissional e com sucesso.

“Qualquer semelhança -não- é mera coincidência". 

A Sara desde que estava na barriga que é assim. Foi uma amiga e confidente silenciosa durante 9 meses, mas que assim que viu a luz do dia, passou a ser a grande conversadora/palradora que tanto me deu gozo de ouvir até hoje… agora outra vez mais silenciosa pela distância e que o teclado diariamente teima em rasgar.

De uma teimosia admirável que desde pequena se faz notar, é firme no seu saber e nas suas capacidades. Não esqueço momentos de grande produção criativa desde cedo e que teve apogeu após o nascer dos seus dois partners, os irmãos. Havia teatro e dança e outras artes em casa.

A criatividade sempre esteve nela e através da escrita sempre soltou sentimentos, magia e sonhos.

O meu desejo de mãe é que cada vez mais se “solte” e produza, que realize anseios e nos encha deles. Que essa felicidade exista ao longo da sua Vida, pois só com esse bem-estar, seguramente conseguirá ser mais alegre e atenta para quem a ama.

Fátima Pais, a mãe

sara 1.jpg

  ©Arquivo Pessoal

Partilhar VS Viver?
Partilhar. Vivemos numa era em que a partilha é banalizada e até mesmo associada a uma certa futilidade e "necessidade de mostrar" - não concordo com esta visão, para mim partilhar é mostrar a nossa visão e inspirar.

 

Aldeia VS Cidade? 
Aldeia. Não há nada como o silêncio e calma. A cidade é triste, cheiamente vazia e cinzenta.

 

Mais VS Melhor? 
Melhor. Qualidade acima de quantidade. Sou muito perfeccionista, por vezes em demasia e irrita-me entregar algo em que não dê o meu melhor.

 

Afectos VS Fotografia? 
Fotografia. Não sou muito dada a afectos, prefiro eternizar momentos em fotografia, perder-me a enquadrar um plano e em todo o processo de pós-edição que é tão relaxante e criativo.

 

Escolhas VS Segredos? 
Escolhas. Tenho plena noção da benção que é poder escolher: por vivermos em liberdade, pela minha personalidade, por não ter medo de tomar um caminho ao invés de outro, pelo risco e responsabilidade que vem com a escolha e decisão.

 

Viajar VS Escrever? 
Escrever. Esta é difícil, mas antes de viajar já o fazia pela escrita. Quando tudo parece desmoronar à nossa volta, só precisamos de um papel e um lápis para inventar um mundo novo e viajar até lá.

 

Medos VS Conquistas? 
Conquistas. Todos temos os nossos medos e fantasmas mas afundarmo-nos neles não trará nada de bom. Acho que nos devemos focar nas nossas conquistas do passado e presente para os afastar e seguir caminho.

 

sara 3.jpg

  ©Arquivo Pessoal

Promessas VS Sonhos? 
Sonhos. Não gosto de promessas, não passam de palavras atiradas ao vento. Ter um sonho é ter um propósito de vida e guiá-lo para o atingir. Tenho muitos sonhos para cumprir.

 

Perfeito VS Imperfeito? 
Perfeito. Apesar do cliché de que ninguém é perfeito, considero que devemos adaptar o conceito à perfeição de cada um. A imperfeição acaba por ser desculpa.

 

Beleza VS Tolerância? 
Tolerância - é a base de qualquer relação humana (inter e intrapessoal).

 

Verão VS Inverno? 
Verão. Dias felizes e quentes, passeios na praia ao nascer do sol e gelado italiano ao fim do dia.

 

Preto VS Branco?  
Preto. Sempre preto. É a minha (ausência) de cor preferida.

 

Livre VS Raízes?  
Livre. Outra difícil! Mas a liberdade está acima de qualquer outra coisa, para mim.

 

Herdar VS Comprar? 
Herdar. Sentir o peso do tempo e a responsabilidade de continuar um legado, por todos o que o fizeram até chegar a mim.

 

Histórias VS Estórias?
Estórias. Desde pequena que sempre adorei que me contassem estórias de outros tempos, mitologia popular, episódios de vida - na esperança de, através delas, viver um pouco desses dias.

 

sara 2.jpg

  ©Arquivo Pessoal

Amor VS Saudade? 
Saudade. É inevitável lembrar com saudade momentos felizes que não tornarão, pessoas que já partiram e que nos fazem muita falta, todos os dias.

 

Liderar VS Obedecer?
Liderar. Há uns anos, uma professora da faculdade disse-me que devia ter um complexo de desafiar a autoridade. Talvez. Não acredito em hierarquias, nem entendo como se pode obedecer cegamente a ordens descabidas perante os nossos valores. O meu espírito crítico é demasiado proeminente para tal.

 

Desejar VS Criar?  
Criar. É o que mais gosto de fazer: todo o processo criativo de surgir uma ideia e a desenvolver até ao projecto final.

 

Ontem VS Amanhã? 
Amanhã. No meio do meu pessimismo crónico, acredito sempre que o amanhã será melhor.

 

Natureza VS Amizades?  
Natureza. As amizades vão e vêm. A natureza sempre foi "casa" para mim, um mundo por descobrir carregado de misticismo e cheiro a terra depois de uma chuva de primavera.

 

Obrigado, Sara.